PRODUTO, COCKTAILS E TRADIÇÃO COM OS OLHOS NO FUTURO

É este o nosso ponto de partida. O essencial da gastronomia portuguesa está aqui e serve-se com um twist de contemporaneidade. A sazonalidade, a proximidade do produto e o respeito pelo mesmo são fundamentais.

UM ESPAÇO AO AR LIVRE COM VISTA PARA O MAR

O privilégio de um coreto num jardim. O local ideal para um almoço ou jantar ou simplesmente beber um copo ao fim da tarde.

EQUIPA

Hugo Dias de Castro

Annakaren

Nuno Rebelo

Natural de Guimarães sempre foi um apaixonado por comida e sempre soube que queria ser cozinheiro. Foi a avó, uma cozinheira de mão cheia que o despertou para os encantos da gastronomia.

Formou-se em Cozinha e Pastelaria pela Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril. Tinha 15 anos, quando deixou Guimarães para vir estudar para Lisboa. Na altura, a adaptação foi difícil, mas nunca lhe passou pela cabeça desistir. Em 2007 estagia na casa da Dízima, onde conhece o seu sócio e amigo Nuno Rebelo. Passou pelo 100 Maneiras de Ljubomir Stanisic (ainda em Cascais), depois pelo Terraço do Tivoli onde estava Luís Baena. Fez a abertura do The Oitavos e do Tavares Rico, ambos com Aimé Barroyer, um mestre com quem trabalhou quase dois anos. Pelo meio ainda esteve em Sevilha, onde viveu cerca de um ano. Abriu o Gusto de Heinz Beck e esteve aqui durante cerca de um ano também. A Holanda é o próximo destino onde trabalhou mais 12 meses com Edwin Vinke (2 estrelas Michelin), no The Kromme Watergang. Volta a Portugal e junta-se à equipa de Pascal Meynard, no Hotel Ritz Four Seasons, em Lisboa. Passados seis meses é o convidado pelo Chef Manuel Lino, para seu braço direito no Tabik. Depois assume o cargo de chef executivo do Grupo Corpo Santo que incluía a Casa de Pasto, Rio Maravilha e Carniceiro. O Pastus é o seu primeiro projeto pessoal e constitui a realização de um sonho.

Nasceu no México, mas tinha apenas 10 anos quando veio viver para Oeiras. A sua vida cruzou-se com a de Hugo, quando ambos estudavam na Escola de Hotelaria e Turismo co Estoril. Porque sempre quis alargar o seu conhecimento, fez as malas e rumou a Chicago para estudar Gestão Hoteleira. Conheceu um pouco de tudo e passou pela Recepção, Cozinha, Revenue Management e Controlo de Custos. Hoje é analista financeira e no seus tempos livres gosta de criar novos cocktails. Tem uma forte paixão e interesse pela mixologia, mas ainda não foi capaz de largar o excel, o que aliás tem sido bastante benéfico na gestão do dia-a-dia d’O Pastus.

O Nuno é o Ancestral de Paço de Arcos, conhece a vila como ninguém; cruzou-se com o Hugo há 13 anos e desde então que partilham o gosto pela cozinha e por bem comer.